Base de Wladimir não consegue votos para reforma tributária e votação do projeto é adiada

A sessão da Câmara de Vereadores desta quarta-feira (16) começou com troca de farpas entre vereadores.

O projeto de reforma do código tributário do governo Wladimir Garotinho chegou a entrar em pauta, mas sem votos suficientes para aprová-lo, a saída foi seguir a oposição e reprovar o regime de urgência e adiar a votação. O governo tentava aprová-lo hoje.

Votaram contra a urgência do projeto (oposição e governo): Nildo Cardoso, Rogério Matoso, Marquinhos Bacellar, Abdu Neme, Rafael Thuin, Igor Pereira, Maicon Cruz, Fred Machado, Luciano Rio Lu, Dandinho de Rio Preto, Pastor Marcos Elias, Silvinho Martins, Bruno Vianna, Leon Gomes e Anderson de Mattos. Hélio Nahim se absteve de votar.

Com a urgência reprovada, as emendas parlamentares também não entraram na pauta.

A base contava com o voto do vereador Marcione da Farmácia, que estava de licença médica, e retornaria na sessão de hoje. Porém, Marcione não participou da sessão.

Marcione passa a ser o fiel da balança e será disputado pela oposição e governo.

Assista ao vídeo da sessão:

Comente

%d blogueiros gostam disto: