Jovem faz rifa solidária para se matricular na Faculdade de Medicina de Campos

O jovem Alison Chagas, de Campos dos Goytacazes, está realizando uma rifa solidária e Vakinha online para poder se matricular no curso de Medicina, na Faculdade de Medicina de Campos.

Alison tenta arrecadar R$ 8.260 para se matricular, e posteriormente disputar uma bolsa ofertada pela própria faculdade.

No texto abaixo, o jovem conta sua trajetória na busca pela realização do seu sonho.

“Me chamo Alison, tenho 21 anos, e vou contar agora um pouco da minha trajetória. O sonho da medicina sempre me pareceu muito distante, parecia algo impossível, tendo em vista que os meus pais são de origem humilde e não possuem condições de arcar com as mensalidades de um faculdade de medicina. Até que um dia, após me matricular no curso de administração, soube da existência da bolsa de estudos social na Faculdade de Medicina de Campos, antes mesmo de começar a cursar administração, resolvi trancar e ir em busca daquilo que o meu coração mandava sem pensar duas vezes. Sendo assim, comecei a me dedicar exclusivamente em passar no vestibular de medicina. Com isso, estou há 2 anos correndo atrás desse sonho, dessa aprovação, até que no último vestibular da Faculdade de Medicina de Campos, conquistei a minha aprovação! Pois bem, agora tenho outro desafio, que é arrecadar o valor da matrícula, para só assim, poder dar entrada no pedido da bolsa. O valor da matrícula é de R$ 8.260 reais. Para arrecadar essa quantia, estou realizando uma rifa e uma Vakinha on-line, o prazo para conseguir o dinheiro é curto, tenho até o dia 30/01 para realizar a matrícula. O caminho até aqui não foi fácil, mas com a ajuda de Deus e de todos vocês, sei que irei conseguir. Quando temos um sonho, um objetivo, todo esforço vale a pena. Foram dois anos de muito estudo, fazendo cursinhos, virando noites, passando feriados e finais de semana estudando e se preparando para o vestibular. Antes da pandemia, eu cheguei a trabalhar durante um tempo como garçom durante a noite para poder arcar com os custos dos cursinhos. Assim, muitas vezes eu chegava à casa por volta de 5h/6h da manhã, e acordava às 10h pra estudar e, muitas vezes, sequer dormia. No outro dia, às 18h tinha que estar de volta no trabalho, havia dias em que eu saia de casa pela manhã para ir pro cursinho e de lá ia pro trabalho, assim, chegando à casa somente no dia seguinte. Além disso, minha namorada tem um papel fundamental nessa conquista, sempre me apoiando, e me ajudando em todos os aspectos, sem ela certamente isso não seria possível. Vale lembrar, também, que meus professores foram pessoas incríveis comigo, me dando condições que estavam ao meu alcance, eles foram verdadeiros anjos em meu caminho. Hoje, alcançando essa aprovação, olho para trás e vejo que tudo valeu a pena, as noites sem dormir, a abdicação da família, da namorada, do descanso, dos feriados e de tudo que eu abri mão, com toda certeza valeu a pena, pois, quando temos um sonho, um propósito, não se mede esforços para alcançá-lo. Bem, essa é uma parte da minha história, sei que o momento não está favorável pra ninguém frente à essa pandemia, mas conto com a ajuda de todos. Desde já, obrigado e que Deus abençoe a todos!”

 

 

Comente

%d blogueiros gostam disto: