Presidente da República prorroga Gabinete de Intervenção Federal no RJ até 2021

O presidente Jair Bolsonaro publicou um decreto que prorroga o funcionamento do Gabinete de Intervenção Federal no Rio de Janeiro até 2021. O objetivo da estrutura é fazer uma prestação de contas e, de acordo com o Governo do Rio, entregar equipamentos que tinham chegada prevista até 2019.

“O Gabinete de Intervenção Federal no Estado do Rio de Janeiro encerrará suas atividades até 1º de dezembro de 2021, quando os cargos em comissão alocados em sua Estrutura Regimental serão remanejados para a Secretaria de Gestão da Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia e seus ocupantes ficarão automaticamente exonerados”, diz o texto publicado no Diário Oficial da União nesta segunda-feira (23).

O Gabinete de Intervenção Federal no Rio de Janeiro foi criado em fevereiro de 2018 para intervir na segurança pública do Estado. Até seu último mês de vigência, tinha utilizado menos de 30% do valor de R$ 1,2 bilhão empenhado.

Em entrevista, o vice-presidente Hamilton Mourão afirmou que helicópteros ainda não foram entregues às autoridades de segurança do Rio.

“Não foram entregues ainda equipamentos. Se eu não me engano, são dois ou três helicópteros, mais alguma coisa. Então, enquanto não liquidar isso tem que ter gente responsável porque as compras governamentais não são simples”, disse Mourão.

O vice-presidente alertou ainda que a pandemia de Covid-19 teria sido usada como desculpa para o fornecedor não entregar os equipamentos.

“Quem tinha que entregar, não entregou e alega que pela questão da pandemia não pôde produzir o equipamento. São helicópteros blindados, então é equipamento diferenciado”.

Procurado, o Governo do Estado afirmou que o gabinete segue como um instrumento de prestação de contas. Já o Comando Militar do Leste não respondeu ao G1 até a publicação desta reportagem.

G1*

Comente

%d blogueiros gostam disto: