Aras pede a Toffoli para manter afastamento de Witzel

O Procurador-Geral da República Augusto Aras enviou ao Presidente do STF Dias Toffoli parecer contrário ao retorno de Wilson Witzel ao cargo de governador do Rio de Janeiro. A medida foi confirmada ontem por 14 votos a 1 no STJ.

Aras argumentou que, para suspender o afastamento, seria necessário demonstrar que a medida traz grave risco à ordem pública.

“Ao contrário, os elementos e informações constantes nos autos indicam que o risco de grave dano à ordem é inverso, e estaria caracterizado pela manutenção do requerente em seu cargo durante a instrução probatória da demanda originária”, afirmou no parecer.

Acrescentou que o afastamento é “imprescindível” para a continuidade das investigações.

Comente

%d blogueiros gostam disto: