Chequinho: Ministro do STF nega habeas corpus a ex-vereadores

O Ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, negou, nesta terça-feira (19), o pedido de habeas corpus dos ex-vereadores Kellinho, Linda Mara e Thiago Virgílio.

Eles tiveram a prisão decretada por conta da condenação oriunda da Operação Chequinho, que investigou a compra de votos nas eleições municipais de 2016. O Presidente do Tribunal Regional Eleitoral determinou o trânsito em julgado da ação penal dos ex-vereadores.

“Em 18/11/2019: “ (…) Isso posto, nego seguimento ao presente writ (art. 21, § 1°, do Regimento Interno do Supremo Tribunal Federal). Prejudicado o pleito cautelar. Publique-se.”, Ministro Ricardo Lewandowski.

O inteiro teor da decisão ainda será disponibilizado.

Apesar da sentença determinar o cumprimento inicial da prisão em regime semiaberto, Kellinho e Virgílio estão cumprindo em regime fechado.

Comente

%d blogueiros gostam disto: