Avanço do mar e cenário de destruição em Atafona é destaque no jornal americano The Wall Street - Tribuna NF

Avanço do mar e cenário de destruição em Atafona é destaque no jornal americano The Wall Street

IPTU - Prefeitura de Campos dos Goytacazes

O avanço do mar em Atafona, litoral de São João da Barra, voltou a ser destaque na imprensa internacional, neste sábado (1º). Em uma longa matéria, a repórter Samantha Pearson cita no The Wall Street Journal que a área na qual o Paraíba do Sul encontra o Atlântico “lembra uma zona de guerra”. A publicação ainda fala em mais de 500 construções levadas pelo mar e que “ruas inteiras estão vazias, isoladas pelo governo, com seus destroços cobertos de pichações citando passagens da Bíblia que aludem ao fim do mundo”.

A reportagem ainda lembra que Atafona é um exemplo extremo do desafio que se avizinha em um dos países com a costa mais extensa do mundo. “Pesquisadores ambientais dizem que dezenas de outras comunidades à beira-mar enfrentam destinos semelhantes no Brasil”, pontua. E traz uma alerta de que o país será um dos 10 mais afetados pelo aumento do nível do mar.

A matéria também cita que os problemas de Atafona foram agravados por desvios do Rio Paraíba do Sul para abastecer cidades e também por fábricas e fazendas.

“Os problemas de Atafona foram agravados pelo desenvolvimento industrial e agrícola a montante. Décadas atrás, o Paraíba do Sul descia o vale para encontrar o Atlântico, retardando o avanço do oceano em Atafona.

Mas agora, cerca de dois terços da água do rio são desviados rio acima para abastecer a cidade do Rio de Janeiro, e também por fábricas e fazendas ao longo de seus 700 quilômetros de curso. O desmatamento para dar lugar a fazendas de cana-de-açúcar nas proximidades danificou suas margens, reduzindo ainda mais o fluxo do rio.”, diz a reportagem.

Para ler à íntegra da reportagem é preciso se cadastrar no site do The Wall Street Journal (AQUI).

Fonte: Redação/ com informações Blog do Arnaldo Neto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *