Auxilio Brasil: Prefeitura de Campos esclarece dúvidas sobre sistema instável

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano e Social informa que o sistema do Cadastro Único de Programas do Governo Federal (CadUnico), gerido pela Caixa Econômica Federal, apresenta instabilidade desde terça-feira (16) e passa por adequações, segundo informações do Ministério da Cidadania.

As equipes dos 13 Centros de Referência de Assistência Social orientam a população sobre o programa. A diretora de Proteção Social Básica da secretaria, Paloma Campos, acrescenta que os beneficiários do antigo Bolsa Família não precisam ir ao CRAS, pois migrarão automaticamente para o Auxilio Brasil.

– O número pessoas procurando os equipamentos aumentou e a instabilidade no sistema tem gerado filas. As famílias que atualizaram o CadUnico não precisam ir ao CRAS novamente – disse a diretora.
A atualização é necessária para quem teve o bolsa família bloqueado ou está com o cadastro desatualizado há mais de dois anos.

O atendimento do Cadastro Único é realizado de segunda à sexta-feira, de 8h às 17h, nos 13 Centros de Referência da Assistência Social (Cras), administrados pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano e Social.

O CadÚnico é a base de dados do Governo Federal onde estão registradas as informações socioeconômicas das famílias de baixa renda. Devem estar cadastradas as famílias de baixa renda que ganham até meio salário mínimo por pessoa ou que ganham até 3 salários mínimos de renda mensal total.

Os Cras estão distribuídos em 13 territórios: Chatuba, Matadouro, Jardim Carioca, Goitacazes, Morro do Coco, Codin, Custodópolis, Travessão, Parque Guarus, Ururai, Jóquei, Esplanada e Penha.

Subcom*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *