Assessora parlamentar presa dentro da Câmara de Campos tem 16 inquéritos policiais, diz delegada; vereador manda exonerar

Policiais Civis da 146ª DP detiveram uma mulher em flagrante, identificada com as iniciais C.B.S, de 47 anos, na tarde de quinta-feira (26) dentro do gabinete do vereador Dandinho do Rio Preto na Sede da Câmara Municipal de Campos.

Em coletiva de imprensa na manhã desta sexta-feira (27), a delegada responsável pelo caso, Madeleine Farias, esclareceu detalhes do caso em que os policiais da 146ª DP, se dirigiram, a partir de denúncias e informações, de que uma estelionatária estaria empregando golpes.

Segundo a Polícia Civil, por volta de 9h de quinta-feira agentes da 146° DP – Guarus – coordenados pelos delegados Pedro Emilio Braga e Madeleine Dykeman, prenderam em Flagrante C.B.S. O fato ocorreu no interior da Câmara Municipal de Campos dos Goytacazes. C. negociava o pagamento de cursos de salvatagem necessários para contratação em empresas que prestam serviços para a Petrobras, tendo solicitado da vítima o valor de R$ 1.000,00 para dar andamento ao processo, cabendo salientar que a vítima já havia entregue a quantia de R$ 1.550,00 em data anterior.

Na oportunidade foram apreendidos cartões de banco, um Veículo Fiat Siena, além de documentos que comprovam a fraude.

C., que já possui diversas anotações criminais por crimes de estelionato, será encaminhada ao sistema prisional para ser submetida à audiência de Custódia.

Confira a coletiva da delegada:

Segue a nota do vereador Dandinho do Rio Preto na íntegra:

“Diante dos fatos ocorridos na data de ontem, 26/05/2022, o Vereador Dandinho de Rio Preto vem a público explicar que não tem e nunca teve conhecimento de qualquer notícia que desabonasse a conduta da sua assessora até a data do acontecido, e que a mesma apresentou ao setor de Recursos Humanos da Câmara Municipal de Campos dos Goytacazes a certidão de nada consta de antecedentes criminais, como é de praxe para qualquer servidor nomeado ou concursado.

Contudo, na data de hoje foi solicitado ao Presidente da Câmara Municipal, através de ofício, a exoneração da referida servidora até que os fatos sejam apurados e a justiça seja feita.
Por fim, o Vereador Dandinho de Rio Preto destaca que não coaduna com qualquer conduta ilícita, seja de quem for, e as pessoas responsáveis devem ser punidas de acordo com a legislação vigente.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.