Álbum da Copa tem figurinha “carimbada” de Neymar que pode chegar a valer R$ 9 mil - Tribuna NF

Álbum da Copa tem figurinha “carimbada” de Neymar que pode chegar a valer R$ 9 mil

IPTU - Prefeitura de Campos dos Goytacazes

Com preço sugerido de até R$ 9 mil em um site de compra e venda na internet, a figurinha dourada do tipo Legends (lendas, em inglês) de Neymar, ex-jogador do Santos e que atualmente atua pelo PSG (França), virou uma espécie de “Santo Graal”, a antiga “figurinha carimbada” no Brasil, dos colecionadores do álbum da Copa do Mundo do Catar, lançado na última sexta-feira (19).

Entre os vendedores de um tradicional reduto do comércio de cromos no bairro do Gonzaga, em Santos, no litoral de São Paulo, a ordem é esperar para negociar um “ativo” tão importante por valores que sejam atrativos. O motivo de tanto interesse: especula-se que uma Legend dourada seria obtida a cada 1.900 pacotes.

Ao todo, são 80 figurinhas extras, de 20 jogadores. Vale lembrar que o preço em banca de cada pacote, com cinco figurinhas, é de R$ 4. As do tipo Legends estão disponíveis em algumas embalagens, sendo a sexta.

“Ontem (sábado), vi gente vendendo a R$ 10 e querendo morrer depois disso. Estou segurando as minhas: quem pergunta, digo que tenho, mas que não vou vender. É melhor aguardar para vender ‘na alta’”, relata o empresário Leonardo Mendes, que atua próximo à Banca Estátua.

Ele conta que, para iniciar as vendas, adquiriu o equivalente a 5 mil cromos, e o saldo de figurinhas Legends, não chegou a uma dúzia. “Não dimensionamos, ainda, o quanto pedir por elas”, complementa o amigo Renan Mariquetti, “no mercado” desde a Copa do Mundo 2006, realizada na Alemanha.

O engenheiro civil Yuri Corefice, que negocia figurinhas desde o Mundial da África do Sul, em 2010, também prega cautela sobre as Legends (há quatro versões delas: bordô, bronze, prata e ouro).

“Não tenho (o Neymar dourado). Por ora, não venderia. Porque vejo absurdos na internet. Por esse preço, não vou vender, mas vou segurar para ver o quanto consigo . Virou um “ativo’. Vou divulgar, fazer um leilão, quem sabe…”, especula.

Entre os colecionadores que buscavam itens para preencher seus álbuns da Copa do Mundo, a ideia de gastar milhares de reais em uma única figurinha de Neymar – ou Messi, Cristiano Ronaldo, Mbappé – soa como “um abuso”.

No entanto, ele não condena a especulação em tono de determinados cromos. “Peças mais raras têm seu valor de mercado. Tem quem peça e tem quem pague. E vai valorizar mais com o passar dos anos”, raciocina.

Alerj

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *