Prefeito Rafael Diniz entrega UBS Custodópolis reformada e ampliada

O prefeito de Campos, Rafael Diniz, entregou, na manhã desta quinta-feira (3), as obras de reforma e ampliação da Unidade Básica de Saúde (UBS) de Custodópolis. Com média de 3,5 mil atendimentos mensais, a unidade que faz parte da Rede de Atenção Básica é a primeira de um total de 10 que estão passando por melhorias para melhor atender a população. A obra foi viabilizada através de emenda parlamentar.

— É sempre importante ofertar uma estrutura melhor e com mais dignidade para a população e para o servidor. O investimento na atenção básica quando é feito de forma correta ajuda a desafogar os hospitais da rede. Hoje, estamos entregando a primeira de 10 UBSs que estão sendo reformadas e ampliadas — frisou o prefeito Rafael Diniz.

Na obra da UBS de Custodópolis foram realizadas intervenções na sala de triagem, farmácia, sala de administração, copa, área de serviço, além de ganhar um banheiro para pessoas com deficiência. Durante o período do serviço, a unidade funcionou normalmente. A UBS atende as especialidades de consultas médicas em clínica geral, pediatria e ginecologia, serviços de enfermagem, vacinação, testes rápidos de gravidez, HIV e demais infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) e também realiza atendimento odontológico.

— Começamos a entregar as obras de reforma e ampliação de 10 Unidades Básicas de Saúde, o que era muito esperado pela população. Ao lado do prefeito Rafael Diniz, é uma satisfação muito grande levar uma estrutura ainda mais qualificada para o atendimento da população — disse o secretário de Saúde e presidente da Fundação Municipal de Saúde, Abdu Neme.

Obras — Outras nove UBSs passam por reformas e em breve serão entregues à população: Patronato São José (Lapa), Félix Miranda (Parque Guarus), IPS, Ribeiro do Amaro, Parque Prazeres, Dores de Macabu, Saturnino Braga, Jóquei e Ponta da Lama. No total, cerca de 16 mil pessoas atendidas por estas unidades serão beneficiadas pelas melhorias neste ano. A emenda parlamentar que viabilizou tais reformas foi de R$ 1,3 milhão.

— Obras nas UBSs são muito importantes para a Atenção Básica porque elas estão na ponta do atendimento. Os pacientes bem atendidos nas unidades evitam superlotação nos hospitais — acrescentou a subsecretária de Atenção Básica, Cíntia Ferrini.

SupCom*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: