MPF denuncia mais de 60, incluindo Sérgio Cabral, na Operação Câmbio Desligo

O Ministério Público Federal denunciou 62 pessoas no desdobramento das investigações da Operação Câmbio Desligo. O grupo é acusado de, desde a década de 90, formar uma organização criminosa que promoveu evasão de divisas e lavagem de dinheiro.

O ex-governador Sérgio Cabral e o doleiro Dario Masser, apontado como o “doleiro dos doleiros”, estão entre os nomes.

No mês passado, a Operação Câmbio Desligo prendeu 30 pessoas em quatro estados. Os alvos eram doleiros suspeitos de movimentarem R$ 1,6 bilhão em 52 países.

Os suspeitos integravam um sistema chamado Bank Drop, no qual doleiros remetem recursos ao exterior através de uma ação conhecida como “dólar-cabo”.

Trata-se de um câmbio que envolve depósitos em contas em diferentes países, mas o dinheiro não é rastreável pelo Banco Central: doleiros recebem no Brasil e compensam em contas no exterior. Por não haver remessa, muito menos registro, o montante escapa das autoridades e dos impostos.

*G1

De sua opinião