Internos colocam fogo em colchões em unidade para menores infratores em Campos

Caso aconteceu no Centro de Socioeducação Professora Marlene Henrique Alves (Cense) — Foto: Ravy Azevedo/Inter TV

Internos fizeram uma tentativa de rebelião na noite desta quarta-feira (12) no Centro de Socioeducação Professora Marlene Henrique Alves (Cense), unidade para menores infratores do Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase) em Campos.

Os jovens cobravam da unidade o cumprimento da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) e queriam ser liberados imediatamente.

O grupo colocou fogo em colchões e alguns internos inalaram fumaça. Três jovens foram atendidos no Hospital Ferreira Machado (HFM) e liberados. O incêndio dentro da unidade foi controlado.

O Cense tem 180 internos, só que tem capacidade para 96, ou seja, está com 187,5% de lotação. Para atender determinação do STF, a unidade teria que liberar 56 jovens.

No início da semana, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) informou que o critério de liberação dos menores em Campos será o mesmo adotado no Rio de Janeiro.

O sistema vai ser por pontuação, dependendo dos crimes, os jovens somam mais ou menos pontos. Os que têm menos que serão liberados.

O Degase informou no começo da semana que não é possível prever quantos jovens serão liberados, e nem quando, porque o órgão depende das decisões judiciais.

G1*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: