Ex-procurador-geral de Justiça do Rio pressionou promotora por informações envolvendo o Prefeito de Campos

Preso na última quinta-feira (8) sob acusação de participar de um esquema de propina comandado pelo ex-governador Sérgio Cabral (MDB), o ex-Procurador-Geral de Justiça (PGJ) Cláudio Lopes teria pressionado uma promotora do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco) por informações sobre uma investigação que envolve a Prefeitura de Campos.

Segundo o relato da promotora divulgado nessa terça-feira (13) na GloboNews, Cláudio Lopes tinha em mãos um ofício que teria sido enviado pelo Gaeco para o prefeito de Campos, e que ele (Lopes) a pressionou para saber qual o teor do referido procedimento investigatório.

A informação relatada pela promotora consta em um parecer do Ministério Público (MP) que reforçou o pedido de manutenção da prisão preventiva de Lopes.

Link: http://g1.globo.com/globo-news/estudio-i/videos/v/ex-procurador-claudio-lopes-pressionou-promotora-por-informacoes/7158805/

Segundo o Ministério Público, Cláudio Lopes recebeu R$ 7,2 milhões em propinas do esquema de Cabral para “vazar” informações sobre investigações relacionadas ao ex-governador e seus secretários.

O inteiro teor do depoimento da promotora relatando a pressão de Lopes sobre informações de Campos ainda não foi divulgado.

Assista a reportagem abaixo:

De sua opinião