Bretas mantém bloqueio total de bens de Carlos Miranda

O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Criminal do Rio, rejeitou pedido feito por Carlos Miranda para que fossem liberados cerca de R$ 2 mil de sua conta.

Miranda havia reclamado ao juiz que a quantia se referia a uma terceira pessoa, que não deveria ser punida por seus erros.

Só que ele acabou recebendo um sonoro não do magistrado.

(…) como já  salientei em outras decisões, não há mais qualquer numerário constrito em conta judicial que ainda pertença ao requerente, de maneira que não há valores a destinar ao pagamento de seu patrono. Importante salientar ainda que, a ninguém é dado se beneficiar da própria torpeza, de maneira que quando foi proferida a decisão determinando o levantamento de valores em favor do aludido patrono e expedido o competente alvará de levantamento, quando ainda havia numerário disponível para tanto, não houve interesse da parte em retirar o alvará e levantar a quantia então acessível”, disse Bretas.

Miranda é apontado pelo MPF como o operador financeiro do esquema de corrupção comandado pelo ex-governador do Rio Sérgio Cabral.

Suas delações foram responsáveis por incriminar, além de Cabral, o ex-governador Luiz Fernando Pezão.

Fonte: Radar online

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: