A emenda que criou a taxa da procissão

Opinião:

Não fosse os fatos que vem ocorrendo em Campos desde julho de 2016, ninguém acreditaria que um governante pudesse encaminhar uma mensagem ao poder legislativo criando uma tributação ou taxa para a procissão.

Quando nomeamos a procissão, evidentemente também estamos falando de outros eventos religiosos que são realizados em todas as denominações religiosas. Mas o preço da procissão, segundo a mensagem, nos dias atuais estaria em torno de R$ 640.

No caso da procissão de Corpus Christi é provável que fique um pouco mais caro porque ela é maior.

Na semana da festa de Santo Amaro a prefeitura encaminhará para aquele santuário os seus inúmeros fiscais com talão na mão para receber de cada romeiro. O preço da cavalhada também vai depender do número de animais a participar do evento.

Existem outras cobranças absurdas que deverão passar com facilidade pelo legislativo local. É que o prefeito empregou a maioria absoluta dos parentes dos vereadores, além de empregar um enorme número de pessoas por RPAs que provavelmente não sabem onde fica a prefeitura. Muitas vezes nem residem na cidade.

A próxima cobrança que deverá ser encaminhada ao legislativo poderá conter as bicicletas, que deverão ser emplacadas. Dizem que a bicicleta seria incluída nessa leva, mas teria muitos amigos da corte que andam nessas bikes caras que frequentemente sobem o Morro do Itaoca.

Ainda bem que a maioria dessas cobranças são manifestamente inconstitucionais, segundo advogados tributaristas.  Quem mandou a mensagem para Câmara, com certeza não teve a oportunidade de ler a constituição federal.

Outra bobagem que fica alardeando na mídia chapa branca local que toda a vez que noticias são veiculadas contra os interesses dos intocáveis, imediatamente chamam de fake news sem saber nem mesmo o que isso quer dizer.

Ao que parece esse termo estaria vinculado a três processos que correm na Polícia Federal referente as eleições de 2016. Daqui a pouco vão dizer que os processos da Polícia Federal são fake news.

Para ainda aqueles que não acreditam segue abaixo a cópia da mensagem do poder executivo que será aprovada na terça-feira pela Câmara Municipal, sob a batuta do vereador infiel Marcão Gomes (PR). Por fim recomendamos a leitura da mensagem para a comprovação da veracidade de tudo que estamos dizendo. Realmente inacreditável.

Provavelmente o próximo capítulo será nas missas e cultos do próximo fim de semana.

De sua opinião