Servidores rejeitam proposta de reajuste de 4,18% e gritam ‘fora Rafael Diniz’

A proposta de reajuste de 4,18% do governo Rafael Diniz no salário dos servidores municipais foi rejeitada em assembleia realizada na sede do Sindicato dos Professores e Servidores Públicos Municipais (Siprosep), na noite desta segunda-feira (29). Durante a sessão, foi aprovada a paralisação por 24 horas na próxima segunda-feira (6), e os servidores entraram em estado de greve.

A próxima assembleia está prevista para o dia 8 de maio. Segundo o diretor Bira Santiago, a categoria está a três anos sem reajuste e, para uma reposição verdadeira, o valor deveria ser de 15%. Além disso, as outras demandas são a correção da classificação no Plano de Cargos e Carreira, aprovado em 2015, reativação do plano de saúde e aumento do auxílio alimentação. Esta é a segunda negativa a proposta da prefeitura. A última foi realizada no dia 17 deste mês.

Durante a assembleia os servidores protestaram e gritaram “Fora Rafael Diniz”.

One thought on “Servidores rejeitam proposta de reajuste de 4,18% e gritam ‘fora Rafael Diniz’

  • 30 de abril de 2019 em 07:09
    Permalink

    Bom dia!
    É justa a negociação que precisa ser travada com os servidores do município de Campos. Mas no atual contexto nacional 15% é surreal.
    Precisamos ser cautelosos é estabelecer um canal de diálogo com o governo . Trocar farpas e desenvolver um clima tenso é prejuízo pra ambos os lados.
    FORA RAFAEL! TAMBÉM TERIA QUE PROGRAMAR FORA GAROTINHOS, FORA ARNALDO , FORA A TODOS GOVERNANTES QUE JOGARAM O MUNICÍPIO NA COVA E NÃO CONCLUÍRAM O ENTERRO.
    VIVA A DEMOCRACIA!!!

    Resposta

Deixe uma resposta para Ana Beatriz Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *