Vereador preso por chefiar milícia cobrava honestidade de políticos

O vereador e ex-secretário de Defesa Civil de Queimados Davi Brasil (Avante), de 52 anos, usa bastante as redes sociais para defender suas ideias. Nos perfis que mantêm no Facebook, Davi, que também é PM reformado, postou várias mensagens dizendo, por exemplo, que sonha com um “Brasil livre das falcatruas e atrocidades que os maus políticos fazem com o nosso povo”.

O político foi preso na Operação Hunter, nesta quinta-feira, suspeito de chefiar uma milícia do município da Baixada Fluminense. Na Internet, ele é defensor ferrenho do presidente Jair Bolsonaro (PSL), do ministro da Justiça, Sérgio Moro, e do governador Wilson Wtizel (PSC) e crítico de Lula; confira algumas postagens!

Davi Brasil cumpre o segundo mandado de vereador em Queimados. Nas eleições de 2016, ele foi eleito com 1.560 votos. Em sua trajetória, ele diz que já trabalhou como ajudante de pedreiro, porteiro, repositor de supermercado, vigilante bancário e na Comlurb e Guarda Municipal.

Fonte: Meia Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: