Sindipetro-NF quer apuração sobre morte na Bacia de Campos

Foto: arquivo

O Sindipetro-NF confirmou, no final da tarde de hoje, informações que circulavam em redes sociais de que um taifeiro, que atuava na Bacia de Campos, morreu a bordo do navio de mergulho Skandi Achiever. De acordo com a família, o trabalhador pode ter sido vítima de negligência no atendimento médico. A Petrobrás nega problemas no atendimento e diz que atuou de acordo com orientações da Marinha.

Os relatos são de que Luciano de Carvalho Pinto, 42 anos, reclamou de fortes dores mas teria sido ignorado. No domingo, 21, às 17h45, o trabalhador foi encontrado desmaiado em seu camarote. Por meio de vídeo-conferência mediada por enfermeiros a bordo um médico atestou que o taifeiro havia morrido em razão de um mal súbito.

Por recomendação da Marinha, o corpo do trabalhador foi colocado em uma geladeira e a embarcação deslocou-se para o Porto do Açu, chegando à terra na madrugada da segunda, 22. Agentes da Marinha e da Polícia Federal liberaram o corpo para o translado, feito pelos Bombeiros.

De acordo com o coordenador do Departamento de Saúde do Sindipetro-NF, Alexandre Vieira, o sindicato vai cobrar mais esclarecimentos sobre o caso às autoridades envolvidas.

Trabalhadores que tiverem mais informações sobre o caso podem enviar para denuncia@sindipetronf.org.br. A entidade garante o sigilo sobre a autoria dos relatos.

Fonte: SindipetroNF

De sua opinião