Sérgio Cabral é condenado a mais 14 anos e cinco meses de prisão

O ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral foi mais uma vez condenado em mais um processo na 7ª Vara Federal Criminal. Na sentença do juiz Marcelo Bretas desta segunda-feira (3), Cabral é condenado a 14 anos e cinco meses de reclusão. Somadas, penas se aproximam de 200 anos (197 anos e 11 meses).

Além do ex-governador, a ex-mulher e o irmão dele, Susana Neves Cabral e Maurício Cabral, respectivamente, também foram condenados. Susana terá de cumprir oito anos e quatro meses de prisão em regime fechado e Maurício quatro anos e seis meses de reclusão em regime semiaberto.

Outro réu, Alberto Silveira Conde, contador da FW Engenharia, foi sentenciado a cumprir seis anos em regime semiaberto. Flávio Werneck, dono da FW Engenharia, foi condenado pelo juiz Bretas a oito anos e quatro meses de reclusão.

De sua opinião