RJ diploma governador, senadores e deputados eleitos

A diplomação dos candidatos eleitos na última eleição para representar a população fluminense começou por volta de 11h30 desta terça-feira (18) no auditório da Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (Emerj). São 120 políticos eleitos – entre governador, senadores e deputados (federais e estaduais).

Seis deles, o equivalente a 5% do total, estão presos e só serão diplomados na quarta, segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), por procuração.

Os seis são deputados estaduais e cinco foram detidos em desdobramento da Operação Lava Jato. O outro, em operação do Ministério Público Estadual. A diplomação é a cerimônia que oficializa o resultado das urnas. Cabe ao Ministério Público Eleitoral recorrer das candidaturas.

Em nota, o órgão informou que não houve tempo hábil para o apurar os fatos das investigações e tomar as medidas cabíveis.

Na segunda, no entanto, o MPE informou que pediu para que Vinicius Farah não seja empossado deputado federal. Ele também foi preso na Operação Furna da Onça, mas foi solto na semana passada e participa da cerimônia.

Na entrada do evento, o senador eleito Flávio Bolsonaro afirmou que a movimentação atípica encontrada pelo Coaf nas contas de seu ex-assessor, Fabrício Queiroz, deve ser explicada por ele e que todos os funcionários trabalham em seu gabinete.

G1*

De sua opinião