Quadrilha que clonava carros de luxo é presa no Rio

A Polícia Civil prendeu, nesta quarta-feira (18), quatro pessoas que faziam parte de uma quadrilha que clonava e vendia carros de luxo pela internet. Segundo as investigações, pelo menos seis pessoas caíram no golpe.

Ainda de acordo com a polícia, os criminosos anunciavam os carros em um site de vendas e entregavam um documento falso para os compradores.

“Essa quadrilha procurava estimular a venda do carro com um preço bom, mas dentro do padrão. Um carro de R$100 mil, era vendido por R$90 mil”, diz o delegado responsável pelo caso.

Adriano José Nunes, morador de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, é apontado como o chefe da quadrilha. O criminoso morava em uma casa grande, com área de lazer e equipamentos de última geração.

A polícia orienta que antes de fechar um negócio, os compradores devem buscar informações confiáveis sobre o carro. “Leva o veículo, coloca no Detran e procure verificar se o veículo é legal. Porque foi numa vistoria no Detran que esse primeiro veículo que fez começar a investigação, foi apurado a irregularidade”, destaca o delegado.

Investigação

A investigação começou depois que uma das vítimas prestou queixa na delegacia de Neves, em São Gonçalo, Região Metropolitana. A Polícia Civil conseguiu na justiça a quebra do sigilo bancário dos suspeitos.

As vítimas depositavam o dinheiro em contas bancárias de outros integrantes da quadrilha. Os quatro presos vão responder por estelionato e organização criminosa. Outras quatro pessoas também são investigadas.

G1*

De sua opinião