Prefeitura de Campos anuncia medidas para fortalecer economia

Com o objetivo de fortalecer a atividade econômica no município, a Prefeitura de Campos vai lançar nos próximos dias uma série de medidas que visam a dar celeridade e automatizar serviços como a emissão de alvarás. No final da tarde de quinta-feira (25), o secretário municipal de Fazenda, Leonardo Wigand, e sua equipe se reuniram com membros do Conselho Empresarial de Campos (Cecam) para debater o assunto. O encontro aconteceu na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL).

Segundo Leonardo Wigand, a reunião foi um desdobramento do último encontro das equipes da Prefeitura e do Cecam, quando a instituição empresarial apresentou demandas que foram acatadas pelo município.

– O governo do prefeito Rafael Diniz mostra que está aberto ao diálogo e inclinado a fortalecer a atividade econômica do município. No próximo mês, serão publicados decretos que vão flexibilizar 406 atividades de baixo e baixíssimo riscos com liberação automática dos alvarás. Além da celeridade na emissão e renovação dos alvarás, estão sendo revistos os prazos para cancelamento/retificação de nota fiscal, a pedido das classes contábil e empresarial – disse o secretário municipal de Fazenda.

Outra solicitação atendida foi em relação à certidão negativa de débitos (CND). Em pouco tempo, a CND estará disponível no site da Secretaria Municipal de Fazenda, assim como diversos outros serviços que facilitarão a vida dos contribuintes.

Na avaliação do presidente da Associação Comercial e Industrial de Campos (Acic), Leonardo Castro de Abreu, as medidas apresentadas pela Prefeitura vão facilitar as operações. ” As entidades aprovaram o encontro e esperam que este diálogo seja mais frequente. Os novos procedimentos que serão implantados vão atender aos anseios dos contabilistas, que são os principais interlocutores entre os empresários e a Secretaria,” destacou.

A equipe técnica da Secretaria de Fazenda aproveitou o encontro para lembrar a importância de as entidades reforçarem aos associados a necessidade de adequação de normas, como da Vigilância Sanitária, o que afasta a aplicação de multas.

Também participaram da reunião o presidente da CDL, Orlando Portugal; o presidente da representação da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) no Norte Fluminense, Fernando Aguiar; o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Campos (Sindivarejo), Roberto Viana; e o diretor da Vigilância Sanitária Municipal, Cláudio Márcio.

Supcom*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: