Polícia Federal faz operação contra grupo que teria fraudado R$ 2,9 milhões da previdência no Rio

A Polícia Federal, em conjunto com a Força Tarefa Previdenciária, realiza na manhã desta quinta-feira (20), uma operação para desarticular um esquema de fraudes na obtenção de benefícios previdenciários no município do Rio de Janeiro.

A ação investiga um grupo criminoso formado por uma advogada e seus parentes. Eles atuam desde a década de 1990 fazendo uso de documentos falsos para criar segurados e dependentes com o intuito de receber benefícios previdenciários.

Foram identificados o pagamento irregular de 14 benefícios, totalizando o valor de aproximadamente R$ 2,9 milhões.

Às 10h, tinham sido cumpridos quatro mandados de busca e apreensão, expedidos pela 7ª Vara Criminal da Justiça Federal do Rio de Janeiro.

A operação desta quinta-feira foi batizada de “Em Família”, que faz alusão ao fato de que os fraudadores pertencem à mesma família, usando os próprios nomes ou de personagens criados.

Os investigados responderão pelos crimes uso de documento falso e de estelionato previdenciário.

Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão em Padre Miguel, na Zona Oeste do Rio — Foto: DivulgaçãoPolícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão em Padre Miguel, na Zona Oeste do Rio — Foto: Divulgação
Fonte: G1

De sua opinião