Operação Boca de Lobo: anotações podem ter fortes vinculações com o interior

As anotações feitas pelo colaborador ou delator Carlos Miranda, popularmente conhecido como Avestruz, foi parar no anexo da delação que falava do atual governador Luiz Fernando Pezão.

Daquilo que está manuscrito, embora com pouca clareza parece que existem alguns nomes bastante conhecidos na cidade na atual lista.

Concorre ainda com a verossimilhança o fato de a anotação estar com o nome do lado de outro, sempre da mesma facção.

Agora a gente começa a entender porque determinadas figuras saltavam de avião sem paraquedas para agredir, muitas vezes desnecessariamente, pessoas da cidade.

Não se trata aqui de apontar o dedo para quem quer que seja, mas que é muita coincidência é.

Estou divulgando o documento porque ele é público e consta da decisão que decretou a prisão de Pezão e outros personagens na operação Boca de Lobo.

Não estamos torcendo contra essas pessoas, mas provavelmente deverão ser “convidados” para dar explicações, se é que já não foram.

De sua opinião