Número de mortes por intervenção policial cresce 105% no RJ, diz ISP

Secretário de Segurança Richard Nunes

Os casos de mortes decorrentes de intervenção policial, anteriormente, chamados de auto de resistência, registraram o maior crescimento entre os índices divulgados pelo Instituto de Segurança Pública (ISP) nesta terça-feira (14): subiram 105% em relação a julho do ano passado.

Em julho de 2017, 63 pessoas morreram nestes confrontos com policiais. Já em julho deste ano, foram 129 pessoas. Em média, a cada dia, quatro pessoas acabaram mortas durante ações policiais.

Nos dados divulgados, os crimes contra a vida registraram um crescimento, enquanto os crimes contra o patrimônio apresentaram uma redução de casos.

Pela manhã, o secretário de segurança do Rio de Janeiro, Richard Nunes apresentou na sede do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) um aumento no número de casos de homicídios dolosos.

Segundo ele, os índices de homicídios tiveram uma alta de 9%.

Richard Nunes afirmou que, na próxima semana, a polícia iniciará operações conjuntas para coibir o roubo de cargas. “Atuaremos forte nessas áreas para reduzir esse delito”, disse.

Confira alguns índices:

MORTES EM DECORRÊNCIA DE INTERVENÇÃO POLICIAL

  • Julho de 2017 – 63
  • Julho de 2018 – 129
  • Variação: alta de 105%


HOMICÍDIOS DOLOSOS

  • Julho de 2017 – 374
  • Julho de 2018 – 408
  • Variação: Alta de 9%

ROUBO DE VEÍCULOS

  • Julho de 2017 – 4.951
  • Julho de 2018 – 3.518
  • Variação: Queda de 29%

LATROCÍNIO

  • Julho de 2017 – 23
  • Julho de 2018 – 9
  • Variação: Queda de 61%

ROUBO DE CARGA

  • Julho de 2017 – 908
  • Julho de 2018 – 731
  • Variação: Queda de 19%

ROUBO DE RUA

  • Julho de 2017 – 12.587
  • Julho de 2018 – 11.021
  • Variação: Queda de 5%

G1*

De sua opinião