Mulher de PM encontrado morto é presa por fraude processual

Rio – A mulher do policial militar Renato Augusto Barbosa — encontrado morto em casa, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, na madrugada desta segunda-feira — foi presa em flagrante por fraude processual. Segundo agentes da Delegacia de Homicídios (DH), Pâmela Maciel de Assis, de 28 anos, entregou a polícia uma arma que não foi utilizada no crime. Agora, a Polícia Civil e a Corregedoria da PM investigam se o agente foi assassinado ou se ele se suicidou.

De acordo com a polícia, após ser acionada e chegar na casa do PM, Pâmela entregou aos agentes a pistola utilizada pelo marido. A perícia concluiu, no entanto, que o tiro que matou Renato partiu de outra arma. Com isso, os agentes retornaram à residência apreenderam um revólver, que não está no nome do PM, e prenderam sua esposa.

Ainda de acordo com a polícia, Pâmela alegou que Renato se matou após um desentendimento entre eles. Ela prestará um novo depoimento e peritos da DH irão fazer uma análise complementar no local do crime para concluir se foi homicídio ou suicídio.

Fonte: O Dia

De sua opinião