A menos de duas semanas das eleições, o descontentamento com o governo Rafael Diniz vai chegar às ruas

Nesta quarta-feira (26), a partir das 10 horas da manhã, um grupo de servidores da Educação de Campos promete se concentrar na Praça São Salvador com vistas a um ato público em frente à sede da prefeitura de Campos.

A manifestação fará parte da paralisação dos servidores da Educação, que está sendo organizada pelo Núcleo de Campos do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (Sepe-Campos), após aprovação em assembleia.

Há pouco tempo os servidores da Saúde pararam. Agora chegou a vez dos servidores da Educação. A insatisfação dos servidores é um dos principais sintomas do desastre que é o governo Rafael Diniz em todos os setores.

O prefeito da mudança nos dois anos de governo não concedeu aumento na data base para os servidores, não pagou a primeira parcela do décimo terceiro salário no meio do ano e ainda parcelou o décimo terceiro no final do ano.

Mas não é só o prefeito que está mal avaliado pelos servidores. É que antes mesmo da realização deste primeiro ato, os organizadores já planejam um novo ato, desta vez em frente à Câmara de Vereadores de Campos.

De sua opinião