Exército investiga morte de sargento por ‘provável exaustão’ durante teste físico no Rio

O Comando Militar do Leste (CML) instaurou um inquérito para investigar a morte de um sargento após bateria de exercícios físicos na Vila Militar, Zona Oeste do Rio.

Gabriel Trettel Telles morreu neste sábado (19), dois dias depois de passar mal durante teste de aptidão física para ingresso em curso de especialização operacional do Exército.

Segundo o CML, o sargento sofreu “complicações causadas por provável exaustão térmica” durante a bateria de exercícios físicos. Ele chegou a ser socorrido no Hospital Geral da Vila Militar e transferido em seguida para o Hospital Central do Exército.

“Apesar de realizados todos os procedimentos e protocolos para a sustentação da vida, lamentavelmente veio a óbito nesta noite do dia 19 de janeiro”, destacou o CML.

O CML não divulgou informações sobre o funeral do sargento, que deve ocorrer em Itu, no interior de São Paulo, onde ele morava. Em nota, o comando lamentou o ocorrido e afirmou prestar apoio aos familiares de Gabriel.

“Os integrantes do CML solidarizam-se com a família do Sgt Telles neste momento de dor e pesar, à qual está sendo dado todo o apoio espiritual, psicológico e administrativo.

Gabriel trabalhava na 21ª Bateria de Artilharia Antiaérea Paraquedista, na Vila Militar do Rio de Janeiro. O pai dele, Benedito Celso Telles é escrivão de polícia na Delegacia de Itu.

Exaustão térmica

A exaustão térmica pode ocorrer quando uma pessoa é exposta a altas temperaturas, que leva a uma desidratação corporal, com perda de água e sal. Com isso, o volume sanguíneo é reduzido, dificultando o fluxo de sangue por todo o corpo e comprometendo funções como a produção de energia. Os sintomas incluem descoordenação motora, vertigem, dor de cabeça, náuseas e vômito.

Acidente com paraquedista

O Comando Militar do Leste informou neste sábado que houve acidente com um paraquedista civil também na Vila Militar. Ele participava de uma demonstração na área quando sofreu uma queda.

O paraquedista foi socorrido no Hospital Municipal Albert Schweitzer, onde foi operado. Segundo a secretaria municipal de Saúde, o quadro de saúde dele é estável.

G1*

De sua opinião