Com gols de Diego e Paquetá, Flamengo vence por 2 a 0 e volta à liderança do Brasileiro

Foi uma tarde de festa da torcida do Flamengo, que encheu o Maracanã com 55 mil pessoas. E foi especial para Diego e Lucas Paquetá. Responsáveis por conduzir o meio-campo em uma partida em que a equipe controlou a bola, em especial no primeiro tempo, eles ainda balançaram a rede adversária. Com um gol de cada, o rubro-negro fez 2 a 0, chegou aos 17 pontos e termina a oitava rodada na liderança do Brasileiro.

– O que nós vamos colher lá na frente vai depender do que plantamos em jogos desse tipo – ressaltou Diego.

Antes de começar a partida, Maurício Barbieri falou que o rubro-negro entrava pressionado já que, na véspera, o São Paulo havia roubado a liderança provisória, com dois pontos a mais. A fórmula para recuperar a posição no topo da tabela era clara: controlar as ações no meio-campo. Foi o que aconteceu. Tanto que, aos 30 minutos, sua equipe tinha 68% da posse de bola. Os gols vieram poucos depois.

As primeiras chances aconteceram logo no início com os dois melhores em campo. Primeiro com Paquetá, aos cinco, quando obrigou Anderson a espalmar para a linha de fundo. Dois minutos depois, com Diego, que chutou de primeira após jogada ensaiada de escanteio. A bola passou por cima do travessão.

Diego abre o placar

Em escanteio de Diego, aos 25, Paquetá cabeceou para nova incrível defesa de Anderson. No rebote, Henrique Dourado perdeu e pediu pênalti, que não aconteceu. Os gols estavam guardados para os minutos finais. Aos 41, após troca de passes, Diego recebeu de Renê quando entrava na área. O camisa 10 matou mal a bola, o que acabou enganando o goleiro Anderson, que, parado, só observou a conclusão para o gol. Diego falou sobre o lance.

– Eu acho que ele não esperava. A boa saiu mais longa, não controlei. O importante é que deu certo e nós abrimos o placar – disse o meia.

Após o gol marcado, seu segundo no Brasileiro, Diego comemorou muito com a torcida. Quatro minutos depois foi a vez de Lucas Paquetá repetir a cena. Em jogada que envolveu Vinícius Júnior e Henrique Dourado, o lateral Renê deu mais uma assistência. Na saída do goleiro, Paquetá chutou com tranquilidade por cima de Anderson e ampliou.

O Flamengo voltou para o segundo tempo sem Renê, indisposto, que deu lugar a Rômulo. Aos 18, Léo Duarte sentiu e Thuler entrou em seu lugar. O ritmo também caiu. Apesar de uma boa chance aos 10, quando Vinícius Júnior diante do goleiro preferiu um passe, sem sucesso, o Bahia criou mais perigos. Na melhor delas, João Pedro chutou forte aos 24.

Aos 34, já com o Bahia melhor na segunda etapa, Barbieri tirou Dourado para a entrada do volante Jean Lucas. Apesar da partida ruim, o centroavante não foi vaiado pela torcida. Logo depois, Diego Alves brilhou em dois chutes seguidos. O primeiro de Zé Rafael e o segundo de Élber. Com a vitória garantida, a torcida deixou em festa o Maracanã.

Ficha técnica: Flamengo 2 x 0 Bahia

Flamengo: Diego Alves, Rodinei, Rhodolfo, Léo Duarte (Thuler) e Renê; Jonas (Rômulo), Lucas Paquetá e Diego; Éverton Ribeiro, Vinícius Júnior e Henrique Dourado (Jean Lucas).

Bahia: Anderson, João Pedro, Tiago, Lucas Fonseca e Mena; Gregore (Flávio), Elton, Vinicius (Júnior Brumado) e Zé Rafael; Élber e Régis (Allione).

Gols: 1T: Diego aos 41m e Lucas Paquetá aos 45m.

Juiz: Jean Pierre Gonçalves (RS)

Cartões amarelos: Gregore e Élber

Público pagante: 50.141 (55.382 presentes).

Renda: R$ 1.780.859,00.

Local: Maracanã.

Fonte: Extra

De sua opinião