Chequinho: TJ mantém suspensão de medidas cautelares de Garotinho

A 7ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio manteve a suspensão das medidas cautelares impostas ao ex-governador Anthony Garotinho no caso denominado “Chequinho”.

“Por unanimidade de votos, examinando a questão de ordem, DEVOLVER OS AUTOS À EGRÉGIA 1ª. CÂMARA CRIMINAL, mantendo a suspensão dos efeitos da decisão que impôs medidas cautelares ao paciente no processo nº 0012143-13.2019.8.19.0014, até que seja definida a relatoria deste feito.” 

Na decisão, ao analisar uma questão de ordem da defesa de Garotinho, a 7ª Câmara Criminal determinou a suspensão ou sobrestamento do processo e a devolução do Habeas Corpus para a 1ª Câmara Criminal até a definição de um novo relator.

Entenda o caso

Em desdobramento da operação Chequinho, na justiça comum, no mês de junho a 2ª Vara Criminal de Campos dos Goytacazes impôs medidas cautelares ao ex-governador, entre elas a obrigatoriedade de usar tornozeleira eletrônica, bloqueio de R$ 18 milhões em suas contas e a proibição de frequentar sua cidade.

O inteiro teor do acórdão da nova decisão ainda não foi publicado.

Comente

%d blogueiros gostam disto: