Com salários atrasados, motoristas de ambulâncias da Prime podem paralisar

Motoristas de ambulâncias da empresa Prime, prestadora de serviços da Prefeitura de Campos, ameaçam paralisar os trabalhos por falta de pagamento de salário e outros direitos trabalhistas. De acordo com um dos motoristas, os repasses da Prefeitura estariam em dia, porém, a empresa não teria cumprindo com suas obrigações. Em nota, a secretaria de Saúde informou que acompanha o caso e se mantém em diálogo com a empresa para resoluções pertinentes.

Além de dois meses de atraso nos salários – referente aos meses de abril e maio – os 268 motoristas alegam que a empresa também está em débito com o pagamento de 13 vales-alimentação e quatro férias.

A empresa ainda não se pronunciou.

Comente