Após dois anos longe do cage, Léo Santos volta no UFC Estocolmo e relembra período: ‘Uma maré de azar’

Sem lutar desde outubro de 2016, quando derrotou o compatriota Adriano Martins no UFC 204, Léo Santos, campeão do TUF Brasil, estará em ação de novo no próximo sábado (1), no UFC Estocolmo, na Suécia, contra Steven Ray. O brasileiro está invicto na organização e apresenta um cartel de cinco vitórias – quatro seguidas – e um empate.

À TATAME, o lutador da Nova União comentou como foi o desgastante período de quase três anos afastado do octógono. Léo descreveu como “maré de azar” o fato de ter sofrido lesões e também ter visto alguns oponentes abandonarem as lutas por questões físicas.

“Foi um momento ruim, eu tomei uma geladeira. Tive uma maré de azar… Eu me machuquei, os meus adversários se machucaram, o UFC não me colocou para lutar, me deixou na geladeira por um tempo. Tive uma sequência de lesões brabas que não tiveram jeito, eu tentava até correr contra o tempo. Mas teve um momento que eu parei, foi um momento de resiliência, tive que aceitar”, relembrou Léo, hoje aos 39 anos de idade, que citou um problema na lombar como o mais grave neste período sem lutar.

“A pior lesão que eu sofri foi a da lombar, que travou as minhas costas de uma tal forma. Demorou entre seis e sete meses para voltar ao normal. Toda vez que eu tentava voltar, travava de novo. Eu tive que parar tudo para conseguir me recuperar”, apontou.

No momento em que ficou longe do cage, o lutador disse que aproveitou para cuidar mais dos familiares. O campeão do TUF mora em Campos dos Goytacazes, no interior do Estado do Rio. Já seus treinos acontecem no Flamengo, na Zona Sul da Cidade Maravilhosa.

“Curti mais a família, porque eu moro em Campos e treino aqui no Rio. Ajudei os meus amigos no treino, ocupei mais a cabeça, tentei olhar mais para o outro lado. Na verdade, tive que aceitar o que estava acontecendo (sem lutar) e fazer muita fisioterapia”, concluiu.

CARD COMPLETO:

UFC Fight Night 153
Estocolmo, na Suécia
Sábado, 1 de junho de 2019

Card principal
Peso-meio-pesado: Alexander Gustafsson x Anthony Smith
Peso-meio-pesado: Volkan Oezdemir x Ilir Latifi
Peso-meio-pesado: Jimi Manuwa x Aleksandar Rakic
Peso-pena: Makwan Amirkhani x Chris Fishgold
Peso-leve: Damir Hadzovic x Christos Giagos
Peso-pena: Daniel Teymur x Sung Bin Jo

Card preliminar
Peso-meio-médio: Sergey Khandozhko x Rostem Akman
Peso-galo: Tonya Evinger x Lina Lansberg
Peso-leve: Stevie Ray x Léo Santos
Peso-leve: Nick Hein x Frank Camacho
Peso-pena: Bea Malecki x Duda Cowboyzinha
Peso-meio-pesado: Darko Stosic x Devin Clark
Peso-leve: Joel Alvarez x Danilo Belluardo

Fonte: Tatame

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: