Agentes comunitários de saúde em greve fazem ato em Campos

Os agentes comunitários de saúde da Prefeitura de Campos dos Goytacazes, que estão em greve desde a última semana, se concentraram na frente do Hospital São José, em Goitacazes na manhã desta sexta-feira (24). A ação é para explicar para a população a importância do trabalho da categoria.

A primeira ação foi realizada nesta quinta (23) em frente ao Hospital Geral de Guarus (HGG). Segundo o sindicato, o movimento vai continuar nos próximos dias em outras unidades.

De acordo com o sindicato, os agentes estão sem equipamento de proteção individual, sem material de trabalho e reivindicam equiparação salarial com os agentes de endemias, além de melhorias nos postos de saúde.

“Precisamos explicar para a população a importância da nossa atividade. Nós fazemos o primeiro contato do paciente com a saúde pública durante as visitas nas casas. O nosso trabalho influencia todo o o sistema de saúde, porque quanto mais se investe em prevenção, mais se economiza em tratamento”, explicou o coordenador do sindicato da categoria no Norte e Noroeste Fluminense, Eduardo Tostes.

Os agentes comunitários de saúde trabalham visitando as casas das pessoas e cadastrando pacientes que necessitam de consultas, atendimento médico e medicamentos.

A Prefeitura de Campos disse que permanece aberta ao diálogo.

Com G1*

De sua opinião